15 de novembro de 2008

CASTA

rom {ligia protti}
Se um dia faltarem-me os homens
me deliciarei com os gatos
aquilo que rossa
apronta
me unha
lambe
e rasga o que não presta da minha poesia já gasta

Senhores de outro tempo
Imperadores agora rosnando por afago
terei-os por toda a casa
enquanto eu
gata.

6 comentários:

D disse...

http://www.megavideo.com/?v=4AHO4CUV

não é só você que gosta de gatos ... :P

William Berger. Teatro: arte, ciência e religião disse...

Gasta como a gata, a mulher combate aquilo que a mata. Perseguindo a si mesma encontra seus desejos, retorna ao corpo, odisséia eterna desses tais seres humanos.

Gosto muito do estilo ferino e felino desses versos.

William Berger

Flavia Neves disse...

Se um dia faltarem-me homens,
posso até me dedicar a gatos

Mas, quanto aos homens, terei-os, ainda, por toda a alma.
E quanto a mim: gasta.

Thiago Luz Raft disse...

Querida, sua poesia continua mais viva do que nunca. Eu sou chato com isso. Lembra? Fico totalmente arrepiado lendo esse blog...
beijão.

Jaime (CAL) disse...

adorei esse!

Generic Viagra disse...

Nice post thanks for posting keep posting.........